Padró i Família recebe o Premio “GRAN BACCHUS DE ORO” como o Melhor Vermute



A grande novidade desta edição foi a criação de uma categoria específica para o vermute, reforçando assim a importância de seu posicionamento junto ao vinho na competição.

O Rojo Amargo da Padró & Co., com pontuação superior a 92 pontos sobre 100, mais uma vez mostrou sua qualidade excepcional. Um vermute de caráter, que inicia a sua elaboração com uma primeira infusão composta de ervas das montanhas, mantendo um repouso de 2 anos em barricas de castanha. Após este envelhecimento, é adicionada uma segunda infusão, com plantas mais amargas, que lhe conferem mais contundência.

Neste vermute podemos apreciar no nariz a casca de laranja madura, a canela, o cravo e as passas de damasco. As sensações amargas na boca são da cinchona, do alcaçuz e do caramelo de mel. O todo forma uma explosão de sabor, agradavelmente amargo, lembrando os mais intensos vermutes italianos.

A tabela de medalhas é completada pelo Rojo Clásico da Padró & Co., premiado com o Bacchus de Ouro e o Dorado Amargo Suave assim como o Reserva Especial da Padró & Co., que ganharam os prêmios Bacchus de Prata na mais importante competição internacional que se realiza em Espanha.

A União Espanhola de Provadores (UEC) organiza este concurso que tem o aval da Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV), da Federação Mundial das Grandes Competições Internacionais de Vinhos e Licores (VINOFED) e do Ministério da Agricultura da Espanha.

Oitenta provadores especialistas de diferentes nacionalidades formaram o júri deste ano, entre os quais Masters of Wine, enólogos, sommeliers, jornalistas especializados e outros profissionais do setor. O júri realizou uma rigorosa prova cega - com duração de quatro dias - de 1578 referências trazidas dos cinco continentes vitivinícolas do mundo: Europa, Ásia, África, Oceânia e América.